Virtualização - o que é, como se faz, para que serve

Em termos de sistemas, a Virtualização é a simulação de uma plataforma de Hardware e/ou de Rede, a qual é efetuada através de Software Específico.

O referido Software é instalado num "Computador Real" permitindo criar, por exemplo, um "Computador Virtual" utilizando os recursos do "Computador Real". Com o referido "Computador Virtual" é possível proceder à instalação de Sistemas Operativos, aplicações (software de produtividade, software de gestão, suítes de segurança...), criar servidores virtuais e plataformas similares.

Existe outro tipo de virtualização que se destina a criar uma "aplicação virtual" para que seja possível visualizar aplicações efetuadas em determinadas plataformas como por exemplo Aplicações desenvolvidas em "Flash" ou "Java" e inseridas em HTML. Neste caso, o utilizador necessita de possuir instalado no Computador o "Adobe Flash Player" ou o "Java VM" os quais vão ser integrados no Browser permitindo visualizar os referidas Aplicações. O "Adobe Flash Player" e o Java VM", mais não são do que aplicações que virtualizam as funcionalidades de leitura das plataformas Adobe e Java, neste caso direcionadas para a WEB.

Outro tipo de virtualização destina-se a criar virtualmente hardware específico, como é o caso de um leitor de CD/DVD/Blu-Ray o qual lê e cria (Grava) suportes virtuais de CD/DVD/Blu-Rray. A referida Aplicação converte um VD/DVD/Blu-Ray "real" numa imagem (ficheiro formato bin, iso, mdf, etc.) do referido suporte de armazenamento de dados. A referida imagem pode ser lida como se de um verdadeiro CD/DVD/Blu-Ray se tratasse e permite a conversão inversa, ou seja proceder à gravação da imagem num CD/DVD/Blu-Ray real.

No atual contexto, vamos concentrar a nossa análise na virtualização de hardware.

1 - Máquina Virtual

Máquina Virtual é o nome dado a uma Máquina implementada através de software, que executa ações idênticas à de um computador real. Ao invés de ser uma máquina real, isto é, um computador real feito de hardware e executando um sistema operativo específico, uma máquina virtual é um computador fictício criado por um programa de simulação, em que a memória, processador e outros recursos são virtualizados. A virtualização é a interposição do software (máquina virtual) em várias camadas do sistema. É uma forma de dividir os recursos de um computador em múltiplos ambientes de execução.

Embora a máquina virtual necessite do sistema real para sua inicialização, trabalha de maneira independente como se fosse outro computador. Isto requer um sistema de segurança independente, embora a ocorrência de infeção por vírus na máquina virtual não afete a máquina real.

A máquina virtual tem diversas vantagens para as Empresas pois permite virtualizar diversos ambientes e recursos de trabalho, tais como servidores e redes.

Para o técnico de sistemas, uma das grandes vantagens da máquina virtual é o teste de novos sistemas operativos, aplicações Office, aplicações de segurança, entre outros, os quais poderão ser efetuados na mesma máquina mas virtualmente, com a nítida vantagem de não danificar a configuração da máquina real evitando eventuais formatações.

  • Evita a formatação da máquina para instalar um novo sistema operativo;
  • Facilita o aperfeiçoamento e testes de novos sistemas operativos;
  • Possibilita a comparação de vários sistemas operativos utilizando o mesmo equipamento;
  • Executa diferentes sistemas operativos com o mesmo hardware, simultaneamente;
  • Diminuição de custos com hardware
  • Facilidades na gestão, migração e replicação de computadores, aplicações ou sistemas operativos
  • A falha de uma determinada aplicação na máquina virtual, não prejudica os servi├žos da máquina real.
  • Possibilidade de testar sistemas de segurança (antivírus, firewall, etc.). Um exemplo de teste, é infetar a máquina virtual para se certificar se o Antivírus é eficaz. Esta situação não afeta a máquina real.

Computador com Windows 7 e Máquina Virtual com o Windows XP

Exemplos de Software para gerar máquinas virtuais:

  • VMware - Requer compra de licença - http://www.vmware.com/
  • Oracle VirtualBox - Gratuito - Versões de instalação para Windows, Linux, MAC OS X, Solaris - Permite instalar diversos Sistemas operativos, Windows (posterior ao XP), diversas distribuições de Linux, Mac OS X, Solaris e OpenSolaris - https://www.virtualbox.org/
  • Bochs - Gratuito - Versões de instalação para Windows e Linux - Permite instalar diversos Sistemas operativos, DOS, Windows e diversas distribuições de Linux - http://bochs.sourceforge.net/
  • QEMU - Gratuito - Versão de instalação para Linux - Permite instalar diversos Sistemas operativos, DOS, Windows e diversas distribuições de Linux - http://wiki.qemu.org/
  • KVM - Gratuito - Versão de instalação para Linux - Permite instalar diversos Sistemas operativos, DOS, Windows e diversas distribuições de Linux - http://www.linux-kvm.org/
  • Windows Virtual PC - Requer Licença do Windows - Versão de instalação para Windows - Permite instalar apenas Sistemas Operativos da Microsoft - http://www.microsoft.com/
  • Parallels Desktop - Requer Licença de um MAC OS - Versão de instalação para MAC OS - Permite instalar Sistemas Operativos Windows e MAC OS - http://www.parallels.com
2 - CD / DVD / Blu-Ray Virtual

Os dispositivos de armazenamento do tipo de CD /DVD / Blu-Ray requerem alguns cuidados ao serem guardados caso contrário danificam-se perdendo os dados que se encontram gravados.

Para prevenir o facto referido é conveninete existirem cópias de segurança dos referidos suportes. A forma lógica será a duplicação do DVD (ou CD ou Blu-Ray) utilizando um suporte idêntico mas, a hipótese de se danificarem, persiste.

Nos últimos anos surgiru uma ferramenta muito útil que permite criar uma imagem exata do CD / DVD / Blu-Ray, dando origem a um ficheiro normalmente em formato iso, mdf, bin e outros. O referido ficheiros contém toda a informação gravada no cd / DVD / Blu-Ray incluíndo os ficheiors de sistema próprios do suporte.

O referido ficheiro pode ser guardado, por exemplo num disco externo, e pode ser executado como se de um CD / DVD Blu-Ray se tratasse, com a vantagem de a leitura ser mais rápida. Também permite efetuar a operação inversa, ou seja, gravar um novo CD / DVD / Blu-Ray a partir do ficheiro de imagem.

Três Exemplos de Software para criar CD / DVD / Blu-Ray virtual:

  • Alcohol 120% - Requer compra de Licença - Versão de instalação para Windows - Permite criar imagens de CD, DVD, Blu-Ray e HD-DVD. Lê imagens com diversos formatos, tais como mds, iso, bin, nrg, flac, bwt, b5t, b6t, entre outras. Permite a gravação a partir da imagem. - http://www.alcohol-soft.com/
  • Daemon Tools Lite 4 - Gratuito - Versões de Instalação para Windows e MAC OS - Permite criar imagens de CD, DVD, Blu-Ray e HD-DVD em formatos iso, mds, mdf e mdx. Lê imagens formatos mdx, mds, mdf, iso, b5t, b6t, bwt, ccd, cdi, bin, ape, flac, nrg e isz. Não faz gravação. - http://www.daemon-tools.cc/
  • UltraISO - Requer compra de Licença - Versão de instalação para Windows - Idêntico aos anteriores no que concerne à criação de imagens mas necessita de software adicional para gravação. Difere dos anteriores por permitir personalisar os ficheiros de imagem. É possível acrescentar ou eliminar ficheiros em imagens ou seleccionar ficheiros em CD / DVD para exclusão na imagem a criar. Permite ainda criar imagens de diretórios/ficheiros selecionados, contrariamente aos anteriores que apenas permitem criação de images de suportes inteiros. - http://www.ezbsystems.com/

 

Topo da Página

Autor: José JR Crispim
Publicado em: Agosto de 2013

Nota: se verificar alguma incorreção no presente artigo ou pretender acrescentar algo mais, pode enviar-me um e-Mail. Publicarei a correção e colocarei o autor da mesma.

Fechar Janela