VirtualBox - Instalação e Configuração

Em termos de Sistemas, máquina virtual é o nome dado a uma máquina, a qual é implementada através de software, que executa aplicações como um computador real.

Ao invés de ser uma máquina real, isto é, um computador real feito de hardware e executando um sistema operativo específico, uma máquina virtual é um computador fictício criado por um programa de simulação, em que a memória, processador e outros recursos são virtualizados. A virtualização é a interposição do software (máquina virtual) em várias camadas do sistema. É uma forma de dividir os recursos de um computador em múltiplos ambientes de execução.

As Máquinas Virtuais são criadas através de Software Específico, existindo vários no mercado gratuitos ou não. No presente caso, vamos abordar a instalação e configuração VirtualBox.

O VirtulBox é uma Aplicação fornecida gratuitamente pela Oracle, destinando-se a virtualizar computadores para permitir a instalação de diversos sistemas operativos e aplicações. Têm versões para instalação para Windows (a partir do XP), Linux, Macintosh, e Solaris.

1 - Pré Requisitos

Todo o Software que efetue Máquina Virtuais requer computadores com hardware com requisitos médios, mas quando mais elevados melhores. Por exemplo, um computador com 2GB de Memória RAM e o Windows 7 instalado, vai ficar muito lento após a instalação do VirtualBox. O mesmo se aplica ao Processador, à Placa Gráfica e ao Disco Rígido.

O ideal é ter um Processador de pelo menos dois núcleos com frequência superior a 2 GHz, pelo menos 4 GHz de Memória RAM, Placa Gráfica com pelo menos 1GB GDDR, e espaço de pelo menos 30 GB no Disco Rígido para instalação de UMA máquina virtual cada máquina virtual ocupa mais ou menos 20 GB de Disco).

Mas não trabalha com um Pentium 4 (apenas um núcleo), 1 GB de RAM, Placa Gráfica com 128 MB GDDR?

Trabalha se o Sistema Operativo instalado, não for o Windows 7! Mas terá de utilizar configurações mínimas na Máquina Virtual e esta será muito lenta. O Computador também ficará muito mais lento.

2 - Instalação do Virtual Box

No presente caso, vamos instalar o VirtualBox num computador com o Sistema Operativo Windows 7 Ultimate de 64 bits.

1º - Efetuar o Download

Para efetuar o Download do VirtualBox, aceda a https://www.virtualbox.org/ e:

Download VirtualBox

  1. Selecione Downloads no menu esquerdo;
  2. Selecione x86/amd64 (VirtualBox 4.2.1.6 for Windows hosts) - no presente caso vamos instalar o VirtualBox no Windows Ultimate de 64 bits. Caso possua uma sistema com o Windows de 32 Bits, deverá de efetuar este Download, pois é compatível com ambos (x86 / amd64);
  3. VirtualBox 4.2.1.6 Extension Pack - embora este Download não seja obrigatório, é conveniente efetuá-lo. Caso contrário existirão componentes que não vão funcionar corretamente (por exemplo USB2).

Após o Download terá dois ficheiros executáveis como os da figura abaixo

Executáveis Instalação VirtualBox

2º - Instalar o VirtualBox e as Extensões

Após possuirmos os executáveis de instalação, vamos iniciar a instalação do VirtualBox. Com o botão esquerdo do rato selecione o ficheiro de instalação VirtualBox-4.2.1.16-86992-Win (assinalado com o número 4 da figura anterior) e siga a sequência das figuras seguintes:

Sequência de Instalação do VirtualBox

Permita os 2 alertas do Windows que aparecem seguidamente.

Após o VirtualBox se encontrar instalado, Retire a seleção de Start Oracle VirtualBox 4.2.1.6 after installation conforme figura seguinte.

Fim Instalação do VirtualBox

Antes de iniciar o VirtualBox, vamos instalar as extensões. O ficheiro de instalação tem agora um ícone conforme a figura seguinte.

Extensões do VirtualBox

NOTA: Antes de continuarmos a instalação das extensões, quero alertar para um erro que possa surgir. Ao selecionar o executável para instalação das extensões, pode surgir o seguinte erro:

Erro durante a Instalação das Extensões do VirtualBox

Este facto pode dever-se a existirem carateres acentuados no nome do utilizador (como é o caso em que a palavra José está distorcida) que o ficheiro de instalação não reconhece, logo vai dar erro. Também pode acontecer que o caminho para o ficheiro exceda o numero de carateres aceitável (pelo instalador ou pelo Windows.

A forma mais expedita de contornar este erro, é copiar o ficheiro para a Raiz do Disco C, conforme a figura:

Correção do Erro de Instalação das Extensões do VirtualBox

Continuando a instalação das extensões do VirtualBox, ao selecionar o referido executável, o VirtualBox vai iniciar perguntando se pretende instalar as extensões. Selecione Install para continuar.

Instalação das Extensões do VirtualBox

O ecrã seguinte refere-se aos termos da licença. Para que os botões de Aceitar (ou não aceitar) fiquem ativos, "necessita de ler integralmente" o conteúdo da licença. A outra forma, é colocar a barra de rolagem lateral, no fim da licença, como se mostra a figura. Aceite a licença em I Agree.

Instalação das Extensões do VirtualBox

Após as extensões estarem instaladas, aparecerá uma mensagem de confirmação. Selecione OK para terminar.

Instalação das Extensões do VirtualBox

E pronto! O VirtualBox está instalado e funcional.

3 - Configuração do VirtualBox

Em termos de configurações, vamos para já separar duas situações. O VirtualBox é um aplicação que faz Máquinas Virtuais. Por conseguinte, uma situação é a Aplicação em si outra situação são as Máquinas Virtuais que se criam.

Em termos da aplicação em si, o VirtualBox tem poucas opções de configuração iniciais. Para ver as configurações disponíveis, aceda a Arquivo / Preferências:

Configuração do VirtualBox

Vamos fazer uma análise rápida às configurações possíveis, disponíveis no menu lateral:

  • Geral - Pode alterar o local onde a Aplicação vai guardar os ficheiros referentes às Máquinas Virtuais que cria;
  • Entrada - Tecla que vai ser utilizada para capturar o teclado. Deixe como está;
  • Atualizar - Configuração das atualizações automáticas do VirtualBox. Deixe como está;
  • Idioma - pode alterar a linguagem em que o VirtualBox é apresentado;
  • Tela - permite alterar as dimensões com que a tela de cada Máquina Virtual é apresentada. Deixe em automático;
  • Rede, Extensões e Proxy- Mantenha como está.
4 - Criação de Máquina Virtual

Temos a aplicação VirtualBox devidamente instalada e configurada. Estamos aptos a criar uma máquina virtual.

Como num Computador real, a Máquina Virtual necessita de um Sistema Operativo para funcionar. Assim, necessitamos de definir que Sistema Operativo vamos instalar virtualmente e de seguida vamos ajustar as respetivas configurações. Posteriormente procedemos à instalação de um Sistema Operativo, tal como faríamos num Computador real.

Quando planeamos um computador, temos de definir que Sistema Operativo vamos instalar, para podermos definir que requisitos necessitamos para a Máquina. A filosofia do VirtualBox é idêntica.

Abra o VirtualBox e com o botão esquerdo do rato selecione o ícone Novo.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

A ação referida dá origem a uma janela onde vamos definir que Sistema Operativo iremos instalar na Máquina Virtual.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

  • Em Nome escreva, em texto livre (pode colocar espaços e acentuação) o que melhor define o que vai efetuar. Por exemplo Microsoft Windows 7 Ultimate X64;
  • Em Tipo selecione o tipo genérico de Sistema Operativo, de acordo com o menu pendente que é mostrado. Como já tínhamos referido, as possibilidades de escolha são imensas, desde que possua um suporte de instalação do que pretende (CD ou DVD com o Sistema Operativo Pretendido);
  • Em Versão selecione a versão do Sistema Operativo que pretende instalar. As versões que são mostradas referem-se exclusivamente ao Tipo de Sistema Operativo que anteriormente selecionou;
  • Nota: Se em Nome escreveu o nome correto do Sistema Operativo, os Tipo e a Versão serão colocados automaticamente. De qualquer forma, confira se está como pretende.

Após finalizar as seleções indicadas, selecione Próximo.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

Na próxima Janela vamos definir que quantidade de Memória RAM vamos alocar para a Máquina Virtual que estamos a criar. Dependerá da quantidade de memória que tem instalada no seu computador, mas o que é válido para a máquina real, também o é para a virtual. Ou seja, "quanto mais melhor".

Mas que valor deveremos definir? Imaginemos que o computador tem 4 GB de RAM e o Windows 7 de 32 bits instalado. O Windows 7 vai "consumir" cerca de 2 GB de Memória, por conseguinte defina 1 GB para a Máquina Virtual.

No caso presente, como a Máquina Virtual está a ser instalada num computador com 16 GB de memória, vamos definir 6 GB (6144 MB) para esta Máquina Virtual.

Nota: O que vou referir é lógico para quem tenha noções mínimas de sistemas, mas nem todos têm os mesmos conhecimentos.

Os valores de memória que estamos a referir, só vão ser alocados quando a Máquina Virtual que estamos a configurar estiver ligada. Quando desligamos a Máquina Virtual, o computador volta a utilizar integralmente os recursos que foram anteriormente alocados. Isto é válido não só para a memória mas para todos os recursos que vamos alocar de seguida.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

Seguidamente definimos o Disco Rígido Virtual. O VirtualBox vai criar um ficheiro na Pasta que definiu nas configurações iniciais. Mantenha a opção que é apresentada de Criar um disco rígido virtual agora.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

Na sequência do Disco Rígido Virtual, são apresentados diversos tipos. Mantenha o VDI (Virtual Disk Image).

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

Ainda na sequência de criação do Disco Rígido Virtual, são fornecidas duas opções. Utiliza a opção Dinamicamente Alocado, pois o VirtualBox aumentará o tamanho automaticamente em caso de necessidade.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

Para terminar a sequência de criação do Disco Rígido Virtual, são apresentadas opções para alterar a localização do ficheiro a ser criado e a possibilidade de aumentar a capacidade do "Disco". Mantenha as configurações existentes e selecione Criar.

Criação de Máquina Virtual com o VirtualBox

Após a última ação, o Disco Rígido Virtual foi Criado.

5 - Configuração da Máquina Virtual

A Máquina Virtual efetuou configurações por defeito, que permitem iniciar a instalação de um Sistema Operativo. Mas é conveniente procedermos a algumas alterações, não só para melhorarmos o desempenho mas também para termos acesso a algumas funcionalidades, como passaremos a explicar.

Coloque a seta do rato em cima da Máquina Virtual criada e com o botão direito do rato selecione Configurações.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

A janela de configuração tem as opções à esquerda e os componentes configuráveis à direita.

Configuração de Máquina criada no VirtualBox

Opção Geral / Separador Básico - como podemos verificar na imagem acima, mostra o nome que demos ao "trabalho", o tipo e a versão de Sistema Operativo que selecionamos. Mantenha tudo como foi definido.

Opção Geral / Separador Avançado

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Tem alguma utilidade poder copiar ficheiros do Computador Real para a Máquina Virtual. Para tal defina Área de Transferência Compartilhada e Arrastar e soltar como Bi-Direcional. Assim poderá copiar ficheiros da Máquina Virtual para o Computador e vice-versa. Mantenha as restantes configurações como estão.

Opção Sistema / Separador Placa-Mãe

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Altere apenas a ordem de Boot, selecionando o "Disco Rígido" e com a seta assinalada mova-o para a primeira posição. As restantes configurações mantenha-as como assinalado na figura acima.

Opção Sistema / Separador Processador

O Computador onde a presente Máquina Virtual foi instalada tem oito núcleos. Em Processador(es) poderá alterar ou não o valor (um) que foi colocado por defeito. Vamos colocar 8 neste caso.

Mantenha o valor de 100% na Restrição de Execução e em Recursos Estendidos mantenha desabilitado o PAE/NX.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Opção Sistema / Separador Aceleração

Mantenha as configurações.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Opção Monitor / Separador Vídeo

Dependendo se a Placa Gráfica tem capacidade para tal, primeiro selecione Habilitar Aceleração 3D e Habilitar Aceleração de Vídeo 2D. Após os itens anteriores estarem selecionados, coloque a Memória de Vídeo no máximo (256 MB).

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Opção Monitor / Separador Tela Remota

Mantenha as configurações, ou seja, mantenha Habilitar Servidor desativado.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Opção Armazenamento / Separador Armazenamento

Mantenha as configurações. Mostra que o Computador tem um Disco SATA e não tem discos IDE. O ficheiro da Máquina Virtual está alojado no Disco SATA.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Opção Áudio / Separador Áudio

Mantenha as configurações existentes mas varia de sistema para sistema. Caso o som não funcione após instalar o Sistema Operativo, altere a Controladora de Áudio.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Opção Rede / Separador Adaptador 1

Para que a Máquina Virtual possa comunicar por rede com o Computador, terá de alterar Conectado a para Placa em modo Bridge. Em Nome confira se a placa indicada é a que tem instalada no Computador.

Os Separadores Adaptador 2, 3 e 4, destinam-se a configurar outras placas de rede suplementares.

Configuração de Máquina Virtual criada no VirtualBox

Nas restantes Opções referentes a Portas Seriais, USB e Pastas Compartilhadas, mantenha as configurações existentes.

À direita da interface, é mostrado o resumo de todas as configurações da Máquina Virtual selecionada.

Resumo da Configuração da Máquina Virtual criada no VirtualBox

6 - Instalação do Sistema Operativo na Máquina Virtual

Instalar o Sistema Operativo na Máquina Virtual é idêntico à instalação no Computador. Terá de possuir um suporte de dados com o Sistema Operativo, por exemplo um DVD ou um ficheiro de imagem do DVD de instalação do SO.

Nota: o VirtualBox não permite instalar um Sistema Operativo através de uma PenDisk USB.

No presente caso, existe um ficheiro com uma imagem do DVD do Windows.

Comece por colocar o suporte de dados (DVD) no respetivo suporte de leitura (Leitor de DVD)

Coloque a seta do rato em cima da Máquina Virtual e com o botão direito do rato selecione Iniciar.

Instalar Windows 7 Ultimate x64 na Máquina Virtual criada pela VirtualBox

Surgirá um alerta mencionando que o a Máquina Virtual vai capturar o teclado e o Rato. Dependendo do sistema que possua o teclado e o ponteiro do rato ficam "presos" na Máquina Virtual, não conseguindo que saiam para o ambiente de trabalho do computador real. Se esta situação suceder, pressione a tecla Ctrl Direito.

Se pretender que a Máquina Virtual não volte a mostrar a mensagem, selecione a caixa Não mostrar esta mensagem novamente e seguidamente selecione o botão OK.

Instalar Windows 7 Ultimate x64 na Máquina Virtual criada pela VirtualBox

Caso tenha introduzido um DVD do Windows no Leitor de DVD do Computador, bastará selecionar o botão Iniciar para começar a instalação do Sistema Operativo.

Se o DVD está noutra drive ou vai instalar através de um imagem, selecione a "pasta" assinalada na figura e direcione para o local onde tem o suporte de instalação.

Instalar Windows 7 Ultimate x64 na Máquina Virtual criada pela VirtualBox

Após ter o suporte de instalação montado, selecione o botão Iniciar.

Instalar Windows 7 Ultimate x64 na Máquina Virtual criada pela VirtualBox

A partir daqui, a instalação do Sistema Operativo é similar à instalação num Computador real.

Após o Sistema Operativo se encontrar instalado, proceda como usualmente, ou seja, faça as respetivas atualizações, instale uma Suite de segurança, software de produtividade, etc.

7 - Algumas Particularidades:

Janela da Máquina Virtual no VirtualBox

  • Temos duas áreas de trabalho distintas:
    • a Máquina Virtual (contornos a vermelho na figura);
    • o Ambiente de Trabalho do Sistema Operativo instalado na Máquina Virtual (contorno a laranja na figura);
  • Na área de trabalho da Máquina Virtual, existe uma barra de menus no topo, os quais permitem ajustar as configurações que pretendermos;
  • Ainda na referida área de trabalho, tenha em atenção que o "x" fecha a Máquina Virtual e perderá todo o trabalho realizado no Sistema Operativo instalado;
  • Tal como num computador real, necessita de encerrar a máquina no menu iniciar do Sistema Operativo. Só depois pode desligar a Máquina Virtual;
8 - Desligar o VirtualBox

Para Desligar o VirtualBox, proceda da seguinte forma:

1º - Encerre a Máquina Virtual selecionando Menu Iniciar / Encerrar.

Encerrar Máquina Virtual no VirtualBox

2º - Saia do VirtualBox selecionando na Barra de Menus Arquivo / Sair ou selecione o X no canto superior esquerdo

Sair da VirtualBox

9 - Eliminar uma Máquina Virtual

Para eliminar uma Máquina Virtual, o processo é muito simples. Basta selecionar a Máquina Virtual com o botão direito do rato e selecionar Remover.

Remover Máquina Virtual do VirtualBox

Terá a opção de remover a Máquina Virtual e os ficheiros criados, ou apenas remover a Máquina Virtual mantendo os ficheiros criados.

Remover Máquina Virtual do VirtualBox

Caso opte pela opção Remover Apenas, os ficheiros serão mantidos na Pasta definida inicialmente. Poderá recuperar a Máquina Virtual, selecionando na barra de menus Máquina / Acrescentar.

Recuperar Máquina Virtual apagada no VirtualBox

 

Topo da Página

Autor: José JR Crispim
Publicado em: Agosto de 2013

Nota: se verificar alguma incorreção no presente artigo ou pretender acrescentar algo mais, pode enviar-me um e-Mail. Publicarei a correção e colocarei o autor da mesma.

Fechar Janela